Pesquisa
Filters
Fechar

Pulgas

Pulga do homem (Pulex irritans)

Esta pulga pode sobreviver exclusivamente em hospedeiros humanos mas encontra-se com regularidade em porcos e ocasionalmente em cães.
A pulga do homem converteu-se num inseto bastante raro, embora no passado tenha sido uma companhia constante das pessoas de todas as classes sociais. A probabilidade desta pulga se multiplicar nas habitações modernas é pequena uma vez que estas estão demasiado limpas e secas para que as larvas possam sobreviver.

Produtos sugeridos:


 

Pulga do gato (Ctenocephalides felis) e pulga do cão (Ctenocephalides canis)
  

A pulga do gato e do cão são duas espécies muito semelhantes. Destas, a pulga do gato encontra-se com maior frequência quando se realizam trabalhos de controlo de pulgas, tanto no interior como nos arredores das casas. A pulga do cão encontra-se mais usualmente em animais de rua do que em animais de estimação.
As duas espécies preferem os cães e os gatos como hospedeiros, ainda que seja possível encontrá-las numa grande variedade de animais, incluindo roedores e gado. Preferem locais onde se acumula pó e dejetos orgânicos, e frequentemente encontram-se em casas, debaixo dos edifícios e, se as condições de temperatura e humidade o permitirem, nos jardins ou pátios.
Frequentemente, os problemas graves aparecem quando as pessoas regressam de férias a uma habitação infestada com pulgas particularmente esfomeadas, pois algumas emergem das suas cápsulas depois das pessoas e dos animais de estimação regressarem a casa.
A reação típica dos humanos à picadela de pulga, é a formação de uma pequena equimose, vermelha, dura e que provoca comichão. Geralmente no centro de cada equimose pode ver-se o ponto de perfuração provocado pelas peças bucais da pulga.

Produtos sugeridos: